O FÉNIX E O EMPIRISMO. O CONHECIMENTO PELOS SENTIDOS

“Diz-me e eu esquecerei, ensina-me e eu lembrar-me-ei,  envolve-me e eu aprenderei.” Provérbio chinês   Mais um encontro, mais um dia para pensar juntos! Em equipa nasce a proposta que depressa floresce e dá frutos! Alicerçados no princípio que os alunos aprendem se envolvidos, despertamos a sua motivação. Percebemos que os alunos têm inerente a[…]

Para uma participação cívica plena

  Estimulando nos alunos a formulação de previsões, a observação atenta, a execução ordenada de tarefas, a análise de ações, a organização e representação de informação e a apresentação de conclusões, as atividades experimentais assumem, na escola, um papel ímpar de criação de contextos riquíssimos de aprendizagem e de desenvolvimento, não apenas ao nível concetual[…]

O meu coração é verde como a relva molhada quando o sol brilha

  “(…) Depois da motivação de que fui capaz, propus à turma que escrevesse uma frase sobre esta ideia: “Cada um é da cor do seu coração”.(…) Melhor dizendo, disse aos alunos que, olhando cada um para si, escrevesse uma frase em que falasse da cor do seu coração. Temos andado a estudar o “Cavaleiro[…]

Sobre uma Educação para a Cidadania Ativa

  É possível definir algumas orientações para uma Educação para a Cidadania ativa, com incidência nos domínios – institucional e pedagógico: fomentar um ambiente escolar participativo; favorecer o estudo, o reconhecimento e o respeito das diferenças; redefinir as competências dos participantes e os estilos de representação; criar espaços de debate e de discussão; conceber o[…]